SEXUALIDADE NA INFÂNCIA: ASPECTOS TEÓRICOS E POSSIBILIDADES DIDÁTICAS

  • Cassiano Molinari GOMES
  • Caroline MOREIRA
  • Lúcia Helena Teckio PEREIRA
  • Armgard LUTZ

Resumo

O processo de educação sexual, conforme Suplicy (1990), é um processo que ocorre durante toda a vida do indivíduo, desde o seu nascimento, e dele fazem parte todas as pessoas que convivem com a criança: pais, parentes, professoras, empregadas, colegas, amigos e, inclusive, a mídia. Por isso, a discussão sobre sexualidade na infância merece ser encaminhada com grande atenção como parte da vida. Cuidar e educar envolve dar especial atenção a todas as descobertas e assuntos trazidos pelas crianças, e as questões sobre a sexualidade devem ser tratadas com continuidade, embora existam fases diferentes e ritmos próprios a serem respeitados. Calderone e Ramey (1986) afirmam que as bases da Educação Sexual da criança iniciam quando ela recebe atendimento para suas necessidades de alimento e afeto. Assim, cuidar da alimentação, acariciar, segurar e trocar a criança com cuidado e atenção poderão lhe dar sentido da confiança, que servirá de base para bons sentimentos.

Publicado
2020-02-10
Como Citar
GOMES, Cassiano Molinari et al. SEXUALIDADE NA INFÂNCIA: ASPECTOS TEÓRICOS E POSSIBILIDADES DIDÁTICAS. Revista do Seminário de Educação de Cruz Alta - RS, [S.l.], v. 7, n. 01, p. 121-123, feb. 2020. ISSN 2595-1386. Disponível em: <http://www.exatasnaweb.com.br/revista/index.php/anais/article/view/776>. Acesso em: 03 aug. 2020.